• As boas e as más notícias do IMI0

    Resumo em vídeo das incidências de IMI para este ano. As boas e as más notícias do IMI – IMI – Jornal de Negócios

    LER MAIS
  • Imposto de Selo sobre prédios de elevado valor0

    Por Ricardo da Palma Borges Advogado (Especialista em Direito Fiscal pela Ordem dos Advogados) Sócio-Administrador da RPBA (Ricardo da Palma Borges & Associados – Sociedade de Advogados, R.L.) ricardo@rpba.pt —Parte 1 – A suposta afectação habitacional dos terrenos para construção A 11 de Setembro de 2012, o Governo propôs, para distribuição mais equitativa dos sacrifícios

    LER MAIS
  • O imobiliário e o OE 20140

    Deixo-vos uma breve súmula das medidas previstas no Orçamento de Estado para 2014, no que ao imobiliário diz respeito. IMI Sujeição a 50% de IMI sobre os imóveis detidos por Fundos de Investimento Imobiliário Abertos e Fundos de Investimento Imobiliário Fechados de Subscrição Pública. IMT Sujeição a 50% de IMT das operações de compra de

    LER MAIS
  • Reforma da tributação imobiliária0

    Declarações de António Leitão Amaro à Negócios TV. Captar e fixar poupança, via investimento imobiliário e controlar actividade autárquica em termos de desenvolvimento urbanístico, são os pontos-chave nesta reestruturação da tributação imobiliária. Bons negócios (imobiliários)!

    LER MAIS
  • Reabilitação Urbana – resumo dos benefícios fiscais4

    Por Francisco Silva Carvalho PTSM – Advogados — Existe um consenso cada vez mais generalizado de que o futuro do imobiliário em Portugal consiste na reabilitação urbana. É, pois, nesta vertente onde, actualmente, se concentram todos os esforços do sector, privados e públicos. Nesse sentido, uma grande parte dos municípios nacionais já definiu a sua

    LER MAIS
  • Um estímulo colossal (ou a outra face do IMI)0

    Por João Nunes, Director-Coordenador de Consultoria Colliers International — Em Portugal a palavra “estímulo” anda frequentemente associada à ideia do Estado injetar dinheiro na economia ou em alternativa de o mesmo Estado baixar os impostos. Em outras paragens do mundo “estímulo” tem normalmente um entendimento mais lato e vai no sentido de “induzir determinadas atitudes”.

    LER MAIS
  • Armadilhas fiscais – IMI dos prédios com rendas antigas (2)0

    Por Francisco Silva CarvalhoPTSM – Advogados Na sequência do meu artigo anterior, venho hoje falar-vos de outras armadilhas colocadas pela nossa Administração Fiscal.O prazo de 2003O Decreto-Lei 287/2003, de 12 de Novembro, que instituiu o Código do IMI, que veio substituir a anterior Contribuição Autárquica, consagrava um sistema de actualização do valor patrimonial tributário dos

    LER MAIS
  • O imobiliário e o OE 20130

    Deixo-vos uma breve súmula das medidas previstas no Orçamento de Estado para 2013, no que ao imobiliário diz respeito. IRS -Introdução de uma taxa liberatória de 28%, com possibilidade de englobamento sobre os rendimentos prediais;-Redução para € 296 dos montantes máximos a deduzir com despesas de juros e prestações de crédito habitação, com majorações de

    LER MAIS
  • Armadilhas fiscais – IMI dos prédios com rendas antigas6

    Por Francisco Silva CarvalhoPTSM – Advogados — No meu último post falava da Traiçoeira Avaliação Geral dos Prédios Urbanos, chamando a atenção para algumas inquietações suscitadas pela mesma, com particular destaque para as avaliações de prédios com rendas antigas. O que sucedeu nos meses seguintes demonstrou que todas estas preocupações eram fundadas: o prazo era

    LER MAIS
  • O imobiliário e o OE 20120

    Fica aqui uma pequena súmula das medidas previstas no Orçamento de Estado de 2012 com implicações no mercado imobiliário: – Descida do limite máximo de dedução de despesas com rendas de casa ou prestações de crédito habitação, para 15% das mesmas. O valor do limite, esse, mantém-se (€ 591,00) mas relativamente ao crédito habitação, apenas

    LER MAIS
  • O Imobiliário no Orçamento de Estado de 20110

    Começamos agora a ter mais informação sobre o novo Orçamento de Estado para 2011. Não importa aqui falar do próprio orçamento, não será este o melhor local. Importa antes ver as implicações do mesmo no mercado imobiliário e quais são as alterações que estão previstas. IMT Fim da isenção de IMT para os contribuintes que

    LER MAIS
  • A Fiscalidade na Promoção Imobiliária1

    Desde sempre, desde que comecei a minha actividade profissional, já lá vão mais de 12 anos, que me habituei a ouvir que a principal razão para a subida dos preços no imobiliário se relacionava com a especulação nos terrenos. Quanto mais caros ficavam os preços dos terrenos, mais elevado era o preço do imóvel construído.

    LER MAIS